"Provedores" piratas – Um novo motivo para se indignar

Reproduzo aqui um post do fórum do Under-Linux.org, no qual o colega orionstation demonstra a sua insatisfação com o atual mercado de internet wireless. Devo dizer que compartilho dessa insatisfação”.

Se você ao ler este texto for cliente de uma internet pirata, pense bem. Procure uma internet legalizada, que paga imposto e que faz a sua parte na sociedade. Já você que possue um desses provedores, espero sinceramente que a Anatel consiga chegar até você, pois é uma concorrência desleal e injusta.

É como um loja de informática legalizada, que paga tudo o que deve corretamente, concorrer com o cara que traz tudo via contrabando, pagando zero de imposto, e muitas vezes tendo uma assistência da pessoa que vende melhor do que a loja formalizada, já que os fornecedores de informática não estão nem aí para a ponta final.

Quem está no mercado como Provedor de Serviço via Internet Wireless, está realmente em uma situação difícil. De um lado, a Anatel com a sua absurda taxa de R$ 9.000,00 mais as tarifas anuais, independente do provedor ter 50 clientes ou 200.000. Deveria ser algo proporcional ao tamanho do mercado local do provedor. De outro a banalização do conhecimento, já que tudo está em fóruns e tutoriais, todos se sentem aptos a montar uma estrutura assim. E ainda temos os provedores de link, que cobram preços abusivos e um serviço realmente pobre. Aqui no Sul do país ainda pagamos taxas entre R$ 300,00 a R$ 700,00. Já no Norte e Nordeste sei que o link passa de R$ 2.500,00 muito fácil.

Reitero aqui a minha indignação, como o amigo orionstation!

Bom dia caros companheiros do fórum! Vim até vocês a um tempo atrás dividir parte da minha indignação com o mercado de sistemas de internet para usuários finais aqui no Rio de Janeiro.
Todo bem que não segui a risca a minha própria crítica, ou seja, comecei um negocio de provedor mas comecei profissionalmente, ja com conhecimento de Redes avançado, experiência na área, cursando um curso técnico de telecom, com RB433 e R52H em 63 Mw com antenas e cabos homologados, e já dando entrada nas papeladas dos CNPJ, IE, IM e posteriormente SCM.
Agora vamos ao que me deixou indignado.
Ontem fui fazer umas compras devida a danos causados por pipa nos cabos RG213(cerol aqui ta pior do que peixeira)e tive que esperar pra que os técnicos da loja soldassem os cabos(pois eram muitos), neste curto periodo de 50 minutos, me chegam 6 clientes a loja.
O primeiro chegou falando: -Caramba, tamo expandino a rede la no morro!
o companheiro dele: – Cara, tu num sabe o que eu descobri
CLiente: O que ?
Companheiro: Um negocio chamado porta proxy, com isso nos vamos consegui limitar a velocidade dos cliente e tudo, so que é muito dificil de instalar. tem que ter um servidor porradão quad core e tal so pra fazer essa limitação.
Minutos após chega outro cliente:
Cliente 2: Me vê 3 amplificador ai de 1 W. Pois minha rede n ta conseguindo ir muito longe e me da tambem 3 antenas omini da hypertec de 24 dbi.
Torci meu pancreas para não ter nenhuma reação neh e me a parecem mais três.
No inicio eles estavão discutindo que era dificil formatar um notebook, que instalar o vista na maquina era dificílimo e chegaram e pediram: Me vê um kit Provedor desse de 350 reais! Ele ja vem configurado neh??
O Atendente: Fonte Normal ou PoE?
Cliente 3: Como é que eu vo usar a fonte normal ou a PoE?
Atendente: Fonte PoE vc liga em baixo e envia energia por até 30 metros de cabo LAN; fonte normal vc tem que levar anergia até a caixa hermética e a fonte fica la dentro.
CLiente 3: vc montam esse cabo de rede aqui né? e esse kit é pra 10 Km né?
Nem precisa continuar pra vcs saberem onde vai acabar.
Esse mercado de interent ta uma bagunça, ainda bem que o nosso diferencial continua nos salvando!!!
Comente pessoal !!!!
E bom carnaval a todos


5 Comentários on “"Provedores" piratas – Um novo motivo para se indignar”

  1. paulo disse:

    Esse pessoal é tão cara de pau que no ID da rede deixam “NET BARATA LIGUE XXXX-XXXX”. Quem duvidar vá ao municipio de Jaboatão dos Guararapes (RM do Recife) no bairro de Barra de Jangada / Candeias. Se a ANATEL quiser acabar com o negócio é só buscar os panfletos e “escutar” os sinais lendo os IDs deles. Aqui cobram R$30,oo por mês e oferecem compartilhamento de internet de 10Mb que custa R$125,oo já com telefone e tudo. Na casa de uma conhecida minha o sujeito puxou um cabo de rede da casa dele para lá através de uns 50m.

    • Infelizmente essa é a realidade do Brasil. Enquanto um povo como o nosso não aprender a respeitar o próximo, e verificar que isso afeta a sociedade como um todo, continuaremos sofrendo como um todo também. Uma das diferença mas marcantes dos países desenvolvidos para o nosso é o senso de sociedade que eles possuem.

      Por aqui a pessoa prefere fazer algo ilegal por ser barato, do que se unir para ter um serviço de preço mais baixo e com qualidade melhor!

  2. Danilo disse:

    Um desabafo

    O gatonet realmente pratica uma concorrência desleal contra os provedores, vendem 2 mega na bagatela de 20 reais e ainda não respeita os limites de EIRP definidos pela Anatel.

    Mas temos que analisar uma situação: algumas pessoas que contratam o gatonet é porquê não tem uma outra opcão melhor ou então é o gatonet ou o aquele plano 3G de 50 centavos e que mal dá pra navegar. Esse é o meu caso, assino um plano 3G horrendo da TIM de 50 centavos e ainda a rede é mal-estruturada, quase todo dia uma certa hora fica sem sinal, tenho que ficar pelejando entre EDGE e WCDMA.

    Eu tenho dinheiro pra pagar um plano decente, porém o que me impede disso é o nome-sujo ocasionado por cartões de crédito e por isso não posso contratar. Creio que até mesmo alguns pequenos provedores fazem essa prática de aceitar só quem tá com nome limpo e ainda reclamam dos gatonets.

    É isso, 65% dos clientes do gatonet como você disse, é acomodado e quer procurar o mais barato que tiver, mas creio que uns 35% tem condições e querem contratar um plano decente e legal, porém estão com nome-sujo(80% por causa de cartões de créditos com seus juros absurdos) e não podem contratar e como dito anteriomente eles escolhem:gatonet de 1 mega ou um 3G mal-estruturado de 50 centavos de 128Kbps.

    Aqui onde eu moro não tem provedor sério, aqui só é GVT, OI, SIMTV, as operadoras de 3G e um porradão de gatonets.

  3. Da Silva disse:

    Na minha cidade só tem a OI – péssima com ping de 200…
    Na central telefônica não tem porta disponível. Só no “centrinho” e pronto. Quem mora longe fica sem e pronto.
    Ficava!!
    Nenhum “provedor” legalizado se interessou por 50 ou 60 possíveis clientes
    Puxei na base da Ubiquiti um link de Curitiba. com repetidora no meio. 74 Km.
    Pronto.
    Larguei uns routers aqui e ali.
    Tudo amador mas muito bem feito.
    Não dá para gastar 10.000 reais para se legalizar quando se tem no máximo 50 clientes e
    não cobro nada de ninguem. Pago os 250,00 na adsl em Curitiba e mando pra cá. Quem quiser compra antena onde bem entender, instala e me chama para configurar.
    Internete livre é assim quando não se tem outra.

  4. nilton disse:

    Voce dizer que expor dividir conhecimento e banalização voce deveria ter ficado burro ate hoje. Procure ter mais jogada de marketing estude mais que você consegue clientes pro seu provedor. Agora o conhecimento ficou pra todos.


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s